Páginas

sexta-feira, março 27, 2009

Recordações

Tenho a sensação, muitas vezes, de não ter conhecimento de determinados episódios que se passaram na minha vida, e só quando me lembram que fiz parte deles, porque essas pessoas lá estavam, aí ocorrem-me lembranças vagas, imprecisas, de momentos participados e preenchidos nesse meu percurso.É preciso que mos lembrem, que os retratem, para que eu me consiga apoderar deles.

Preocupante, não?

7 comentários:

Lita disse...

A mim acontece-me o mesmo! Assim como ter memórias que começo a desconfiar que são mais de fotos do que da situação. :)

dinamene disse...

A mim também...
Acho até divertido...

A Sol tem uma memória maravilhosa, lembra-se de tantas coisas, e tem histórias magníficas! Devias escreve-las, Mamã!

Comigo não se passa assim, guardo poucas coisas na memória.... às vezes cores, cheiros, sons, impressões....

E outras vezes até penso que tenho memórias que não são minhas ;-)

No outro dia fui com o Anxo a um local, perto da tapada de Mafra, e fiquei perplexa ao verificar que já tinha sonhado com uma casa que lá estava!!!.... E ao Anxo aconteceu o mesmo, mas não ligou ao facto!!!

Na verdade, mais que as nossas memórias, o importante é aquilo em que nos transformam...

didium disse...

A Sol é um caso à parte. Eu já lhe disse para ela as escrever aqui no blog.

Anabela Magalhães disse...

Sim, por vezes também me acontece...

bugsnaEDucação disse...

Tal e qual Didium.
Também é muito embaraçoso encontrar pessoas que nos tratam pelo nome, perguntam pelos familiares, e eu sem fazer a mais pálida ideia de quem são.

Será o senhor alemão?

didium disse...

Olá Bugs, Elsa D,
Sabes que já me tenho lembrado do sr. alemão? É que até tenho andado preocupada.
Muitas vezes, quando as pessoas se referem a alguém, que supostamente eu conheci, e lhes digo que não me lembro, pensam que estou a brincar.
O assunto é muito sério!
Bjs para ti.

bugsnaEDucação disse...

Eu tento afastar a ideia...
Até porque, nessa temível doença, as memórias que se perdem são as mais recentes. Logo... deve ser SÓ senilidade