Páginas

domingo, março 08, 2009

Coisas que se pensam quando qualquer outra coisa seria menos inútil

Pode-se dizer esta é a casa da Gabriela, não se pode dizer este é o dia da Gabriela.
Não se alojam significados no tempo, como pessoas numa casa.

Os dias específicos aborrecem-me imensamente.

2 comentários:

dinamene disse...

…Realmente todos os dias podem ser teus, ou meus!
Das mulheres, dos homens, das crianças! Todos os dias podia ser Natal…
Também não sou de dar demasiada importância a um dia ou a outro, mas por vezes precisamos de datas no calendário para reflectir em conjunto!
Talvez uma forma de nos lembrarmos todos de algo importante em simultâneo…
É como a passagem-de-ano, por exemplo, mesmo que não queiramos comer passas ou brindar ao novo ano, projectando velhos ou novos sonhos, reflectimos, desejamos!... Ou não?!...

E hoje é o teu dia, amiga, mulher, mesmo que não te apeteça ou aborreça…
E amanhã também, está combinado?!
Bjos

didium disse...

Todos os dias são nossos. Também não acho graça aos dias estipulados para comemorações... Mas, há pessoas que precisam de reflectir, ao menos nesses dias!