Páginas

domingo, maio 03, 2009

Palavras para a Minha Mãe

mãe, tenho pena.
esperei sempre que entendesses as palavras que nunca disse e os gestos que nunca fiz.
sei hoje que apenas esperei, mãe, e esperar não é suficiente.
pelas palavras que nunca disse,
pelos gestos que me pediste tanto e eu nunca fui capaz de fazer,
quero pedir-te desculpa, mãe,
e sei que pedir desculpa não é suficiente.
às vezes, quero dizer-te tantas coisas que não consigo,
a fotografia em que estou ao teu colo é a fotografia mais bonita que tenho,
gosto de quando estás feliz.
lê isto: mãe, amo-te.
eu sei e tu sabes que poderei sempre fingir que não escrevi estas palavras,
sim, mãe,
hei-de fingir que não escrevi estas palavras,
e tu hás-de fingir que não as leste, somos assim, mãe, mas eu sei e tu sabes.

José Luís Peixoto, in "A Casa, a Escuridão

5 comentários:

dinamene disse...

Mãe,
Como já te tinha dito hoje por sms e disse -te ontem e di-lo-ei amanhã, sempre:
Amo-te muito.

Bea disse...

Há sempre uma mãe que ama! Parabéns por ter uma filha que lhe manda sms no dia da mãe. Eu tb tive dois sms.´
E obrigada por partilhar as memórias do 24 e 25 longíquos.
Bjs

solange disse...

Partilhar as memórias do 24 e do 25longínquos?!
São para mim estas palavras?

didium disse...

Não.
São para mim. Se fores ao blogue da Bea, "Olhares", percebes. Ela enganou-se´... :D

solange disse...

Fui e percebi!!!
E gostei de ler as experiências, já História, de cada um. Se tivesse dado conta, tinha contado também onde estava eu no 25 de Abril. Fica p'ró ano!!! :)