Páginas

domingo, maio 03, 2009

Coisas que se pensam quando qualquer outra coisa seria menos inútil

Se não fosse mamífera, Mãe, não te sentiria assim, sempre tão por perto mesmo quando me vês fugidia; é que os mamíferos apesar de não possuirem fisicamente as asas, são de um esguio molhado nas suas emoções.
Não fujo nunca de ti mas talvez porque a tua protecção me parece éfemera, isso assusta-me quase tanto como nunca a ter tido, o que num mundo de mamíferos é aterrador.
Já pensaste mãe, se fossemos outros animais, o seres minha fonte de vida não teria nenhum sentido próprio, nem de afecto nem metafísco, provavelmente nem teria noção de ti.
Alegro-me portanto, da minha espécie.
És um tesouro e eu posso sentir isso de todas as maneiras.
(para uma mãe bióloga)

3 comentários:

solange disse...

Que lindo texto, que bem tu escreves!!!
Gosto da forma diferente de manifestares os teus sentimentos.
Sinto as tuas palavras e identifico-me perfeitamente com elas.

Rita disse...

Este belo texto é envolvente e acolhedor abraço.
Não deixes de o mostrar à tua mãe!

És muito bonita, Gabi.

didium disse...

A Gabi é bonita por dentro e por fora!
E, como a Rita diz, mostra este texto à tua Mãe bióloga, ela vai adorar.
Um abraço!