Páginas

sábado, abril 25, 2009

A verdadeira liberdade é um acto puramente interior, como a verdadeira solidão: devemos aprender a sentir-nos livres até num cárcere, e a estar sozinhos até no meio da multidão.

Massimo Bontempelli

Deixa a tua opinião - O que é, para ti , a liberdade?

3 comentários:

didium disse...

Os meus pensamentos são livres.Vão aquém e além, sem colidir com a liberdade de ninguém!
Todos os meus actos são praticados, tendo em conta o outro, por isso não são livres...

solange disse...

A liberdade, no sentido de podermos fazer tudo o q nos apetece, não é liberdade, é anarquia. A liberdade total não existe, nem pode acontecer, teremos sempre d contar com os outros.
Só a liberdade de pensamento, a liberdade interior, é que é realmente liberdade.
A liberdade é muito limitada, por isso, que liberdade?! É um conceito demasiado abstracto.
Tal como tu, Didium, não me sinto nada livre. São tantas as limitações àquilo que quero e gostaria de fazer!
Aceitemos, então, essa liberdade limitada e o prazer do pensamento livre!!!

G. Ludovice disse...

Estamos condenados a ser livres porque é condição de estarmos aqui o termos de optar.. mesmo quando decidimos não optar, isso é uma opção, diria tudo isso Sartre.

às vezes apetece-me não ser livre, porque para se ser livre, tem de se saber o que se quer e às vezes não sei o que quero, porque querer implica esforço/inspiração/clareza e às vezes só me apetece pairar. diria por vezes cada um de nós, certamente!?! mas a liberdade é bela, bela, bela.