Páginas

sábado, abril 04, 2009

Persistência

Há dias assim,
cinzentos, vazios,
à espera de aceitação,
insistindo em entrar,
em teimosa persuasão.
Rejeito-os em mim,
tenho a teimosia do Sol,
a fluidez da música,
a prontidão do gesto,
o arremesso da palavra,
a certeza única
do sorriso manifesto.

maria eduarda

6 comentários:

EMD disse...

LINDOOOOO!
Vou roubar, posso?

didium disse...

Podes minha querida. Por acaso hoje ia a tua casa perguntar por ti.
Beijocas

EMD disse...

Retiro "espiritual", (nas nas dunas, nem sequer fora de casa), à procura de "renovação". Às vezes preciso do silêncio para me ouvir. Percebes?

EMD disse...

"não nas dunas". Está-se a ver que ainda não recuperei.

didium disse...

Percebo perfeitamente.
Faço isso muitas vezes!

dinamene disse...

Este poema é sublime!

Amei! Vou já imprimir...

Beijos