Páginas

quinta-feira, maio 29, 2008

Ser eloquente!


A eloquência é um dom, tal como o são, a apetência para desenhar, tocar um instrumento musical, pintar, falar línguas estrangeiras...
Seres há, que registam tal facilidade no emprego de vocabulário vasto, variado, rico em metáforas, imagens, alegorias, sendo capazes de dominar uma plateia de ouvintes, extasiados, senão perplexos.

Ser eloquente, é muitas vezes narcísico, pois os detentores de tal dom, inflamam o discurso, e, na sua óptica, os sons que emitem, adquirem forma, cor, e até luz : o dourado cintilante, o azul celeste, repleto de estrelas , a palavra torneada e musical, com contornos e nuances.

É uma suprema delícia ouvir tal magia comunicativa que, eloquentemente, envolve a palestra, a reunião.

Os ouvintes que não dominam essa retórica, são invadidos pelo cansaço, pela sonolência e inaptência para a audição de tal discurso, para eles, bastante enigmático.

Ah! Que deleite ouvir alguém eloquente!
Que deleite poder disfrutar da companhia de alguém, cujo dom da palavra nos faça embrenhar numa outra realidade, mas sem a postura do narcisismo exagerado.

maria eduarda

6 comentários:

solange disse...

De Confúcio:
"Uma grande pobreza de acções encontra-se muitas vezes junto da opulência das palavras."

dinamene disse...

Boa noite,

Gosto muito da forma como escreves! Este texto é sublime e até já me fez rir de alguns narcisistas que já se cruzaram no meu caminho....
É assim mesmo a Vida!!!!
…. Talvez até nos ensinem qualquer coisa… A não ser”eloquentes narcísicos”!?
;)

Gustavo disse...

Você deve ser muito eloquênte, pois fazer apologia a uma coisa tão casual, não concordo que seja um dom, pois, eu era tímido e gaguejava muito e hoje consigo com pouca dificuldade prender um público e estou caminhando para ser um grande orador no futuro.
Diplomacia é um dom, eloquencia é uma mera caracteristica adquirida com estudo e dedicação.

Passe a prestar mais atenção em suas palavras, não as jogue fora!

Ainda existem críticos de verdade no mundo!

Angelo Santinon disse...

Gosto da eloquência, a arte de ler com eloquência é realçar um texto muitas vezes pouco significativo porem, se o orador for bom você chega a imaginar o conteúdo.

Isaac Albert disse...

E como te tornaste eloquente Gustavo?

Isaac Albert disse...

E como te tornaste eloquente Gustavo?