Páginas

segunda-feira, outubro 19, 2009

Lucidez


Abram-se as dores,
lancem-se na paz,
serenidade,
e, se preciso for,
sofra-se na lucidez,
para recuperar o chão,
e sorrir, num gesto indolor,
se preciso for!

maria eduarda

4 comentários:

solange disse...

Gosto da foto!
Estás a esmerar-te :), amiga.

O que escreveste é muito profundo, belo e triste, real e divino. Pergunto até se não será lucidez a mais!!!
São palavras de conforto e de coragem, de motivação para a vida. Lindo!

didium disse...

Amiga,

Esta foto foi trabalhada com o programa que me deste!
Bjo

Anabela Magalhães disse...

Poema lindíssimo com fotografia a condizer!
Estás a esmerar-te mesmo!
Beijocas

didium disse...

Beijocas Anabela !!!!