Páginas

quarta-feira, outubro 07, 2009

Desalento

Um sonho!
Parecia real,
repleto de afectos,
de vontades,
indomáveis,
intermináveis...

Esse sonho
abriu uma fissura
e espreitou a vida,
tal qual ela é.
Não soube onde pousar,
se na vida tal e qual,
se na memória real.

Há-de encontrar assento,
longe do lamento,
num lugar de destaque,
para que prossiga,
talvez, um dia,
num qualquer momento!
maria eduarda

4 comentários:

Anabela Magalhães disse...

É, a vida também é feita destes momentos... para logo de seguida reencontrar aqueles! :)
Fiz-me entender?

Andy disse...

Adorei
bjinhos

didium disse...

Anabela, fizeste-te entender! Bjs




Bjs Andy

G. Ludovice disse...

..são os contrastes que revelam a preciosidades. bj