Páginas

terça-feira, janeiro 26, 2010

TU


Eras Tu!
Ao cair do dia, com tuas vestes e símbolos.
Balbuciando signos inteligíveis apenas aos mais atentos.
Eras Tu!
Que caminhavas em serenidade... parecendo feliz e tendo já alcançado a verdade.
O teu ar não engana. Pareces-me bem! Depressa porém, percorro de memória a nossa história... e recordo viveres e sentires.
Sim. Agora sei:
De facto eras mesmo Tu.

2 comentários:

maria eduarda disse...

Que bonita visão tu tiveste!
Um abraço!

blackhill disse...

Cores bonitas... a Primavera já ameaça...