Páginas

terça-feira, julho 21, 2009

Em busca

Procurei-te

na ausência.

Encontrei-te

no silêncio

do pensamento.

Pudémos olhar-nos,

falar-nos,

enquanto durou

esse silêncio.

Perdi-te,

na presença!

maria eduarda

4 comentários:

solange disse...

Tão bonito!!! Triste tb, n?!
Gosto do silêncio do pensamento.
Tens alma de poeta. Mais uma vez as palavras soam bem e, na sua simplicidade, têm sentidos tão profundos. Gostei.

didium disse...

Obrigada amiga!
O silêncio é para mim, cada vez mais valioso!

EMD disse...

Outro belo texto, outros sonhos: o silêncio, essencial para se ouvir a voz interior (ando assim) e o silêncio do diálogo que não precisa de palavras para o ser.
Também estava a precisar destes diálogos para vir à tona.
A poesia é assim, feita de leituras plurais.
Beijo

didium disse...

Elsa D,
Vens falar comigo, em silêncio, e poderemos desabafar, soltar o pensamento em silêncios profundos!

Beijocas para ti!