Páginas

sábado, julho 11, 2009

Estar

No espaço que me move,
deixo marcas em registo.
Para uns, não sou,
para outros, existo!

E neste tocar, partilhar,
enriqueço-me, abasteço-me,
de vidas, de saberes,
de palavras dirigidas,
de gestos afáveis,
de abraçar a vida,
que vibra e me pede,
continuação na ida!

maria eduarda

2 comentários:

Anabela Magalhães disse...

Mas que lindo poema, Dudú!
Estamos. Solidárias estamos. E alimentamo-nos aqui, ali, acolá.
É a vida.
Jocas

didium disse...

Anabela,
Continuemos solidárias, sempre caminhando...

Beijos