Páginas

quarta-feira, dezembro 30, 2009

Reabilitação

foto de J.
Hoje,
revejo-me no tempo,
chuvoso, cinzento, ventoso.
Comecei
a varrer as cinzas,
de feridas já cicatrizadas.
O meu choro é interior,
apesar de por vezes,
ainda enxugar os meus olhos,
na teimosia de lágrimas.
Espero que o vento,
apanágio de desarrumação,
faça o oposto, e
coloque dentro de mim
a harmonia,
seja em tons de cinza,
mas que esteja
em sintonia.

Assim, o Sol brilhará.
Quando?
Um dia destes,
abrirei a alma,
limpa, reabilitada,
fechada de inútil energia.
O Sol terá entrada permitida,
e eu serei tida em conta,
e poderei finalmente
renovar-me,
abastecer-me de risos,
de quereres reais,
estar viva,
e nisso acreditar,
e em nada mais.

maria eduarda

9 comentários:

Anabela Magalhães disse...

Uma verdadeira beleza, Dudú!
Parabéns!

maria eduarda disse...

Parabéns também a ti, pelo apoio.
Beijocas.

Armando Soares disse...

O sol já brilha dentro de ti mana. Tu é que nem sempre o vês.
Procura-o e encontras.
Eu passo a vida a perdê-lo mas rapidamente o encontro de novo.
Beijos

maria eduarda disse...

Beijos mano!

Em@ disse...

Assim será Miga, tal qual exprimes neste bonito poema.
E deixa-em dizer que o teu mano tem toda a razão.
Procura lá, aí, no bolso esquerdo. Esse não!
O interior...Encontraste? Vês? Estava lá e está quentinho.
Beijinho

maria eduarda disse...

Beijinho EM@. Devo ser ditraída, muitas vezes, porque às vezes não o encontro mesmo! :(

EMD disse...

Lindo, lindo, Dudú.
Que o sol te sorria durante todo o ano de 2010.
Um abraço grande
Elsa D

maria eduarda disse...

Obrigada Elsa. Um abraço até aí!

Bea disse...

As vivências do passado serviram para nos ensinar, e as do ano que vem vão servir para nos encorajar…bom ano!!

Desejo-te um ANO NOVO cheio de minutos de alegria, horas de divertimentos, semanas de felicidade e meses de saúde!!!!