Páginas

quarta-feira, setembro 23, 2009

A saudade

A saudade é uma linha no pensamento, que enche uma página pautada, de lembranças.
E a saudade alimenta-se da recordação do gesto dirigido, da palavra proferida, de episódios vividos, de pessoas na passagem.

Às vezes a saudade aquieta-se e sossega; outras vezes impõe-se na pacatez , e destrói a quietude do momento. Depois, apaziguamo-la, e ela adormece, porque lhe demos o nosso tempo, na vertigem do momento, que já foi.

maria eduarda

5 comentários:

Anabela Magalhães disse...

Que lindo texto! Que linda fotografia! Que linda és tu!
Beijocas, Dudú!

didium disse...

Beijocas Anabela!
Tenho andado há uns largos anos, a alimentar a minha beleza interior!

solange disse...

Uau!!! É exactamente isso, a saudade!
E que maior beleza, que a inteiror?! Pois, felizmente, vais alimentando tb a exterior, que coincide com a interior. E é assim que deves continuar a fazer.
Beijocas

didium disse...

Sol,
És uma amiga querida!

Andy disse...

Adorei...
Bjinho