Páginas

sexta-feira, setembro 04, 2009

Flores de Amendoeira


Olhava o céu azul de final de Verão,
Algumas nuvens, muito brancas, lembravam-me o seu branco cabelo…
Parecia-me ver as nuvens agrupando-se em rendilhados finos, com flores, nós pequeninos.
Uma lágrima escorria-me no rosto sério, sereno, e todo o céu ficou reflectido naquela gotinha de tristeza. Então, vi que eram as suas mãos que faziam renda em flocos de nuvens, fios de luz.
Senti-me envolvida por um abraço azul, imenso, quase ouvi um sussurro:
“Estou bem, Ménita… Estou bem….”

Vou recordar-te com o carinho que nos tinhas e que transformava, com as tuas mãos, os figos e as amêndoas em flores doces… Com as mãos, que também preparavam carapaus alimados ou faziam renda com um pormenor dedicado, perfeito.
Vou recordar também essa teimosia que te caracterizava, as piadas marotas, a força que o teu corpo grande mostrava, a força que tinhas.
Vou recordar-te sempre , queria Avó Ema. E quando olhar as nuvens vou ver flores de amendoeira bordadas no céu, brancas como os teus ondulados cabelos.

2 comentários:

didium disse...

Querida avó Ema!

Um beijo para a família!

solange disse...

A família agradece.
O retrato feito pela neta está perfeito!!!
Bjo