Páginas

quinta-feira, outubro 07, 2010

Com sentir


Na medida do sentir,
surge a reacção,
às vezes irreflectida,
às vezes grotesca,
às vezes calorosa.
Mas, no sentir imenso,
profundo, pensado,
às vezes o nada
acontece no vazio,
fruto do pensar
que em chão árido,
só sobrevive a flor
que poucos vêem
dentro de nós.

maria eduarda

6 comentários:

AC disse...

Essa é a flor mais preciosa!

Beijo :)

Anabela Magalhães disse...

Subscrevo.
E o novo visual está muito bonito.
Ontem foste falada nos comentários no meu blogue, Dudú! A Elsa D. apareceu e estava com saudadinhas tuas... aliás estamos todas!
beijinhos

Em@ disse...

E quem não a souber ver, nem sequer imagina o que perde.
beijo no coração. de chicoronhas.

didium disse...

É verdade AC! Mas pouca gente a vê.
Beijo.

didium disse...

Anabela,
Já lá vou espreitar!
Também tenho saudadinhas dos nossos serões, e vossas naturalmente.
Beijocas

didium disse...

Em@,
Concordo contigo.
beijinho de chicoronha!