Páginas

terça-feira, dezembro 20, 2011

Das estórias




Calo estórias
de entardeceres chuvosos.
Deixam marcas
na minha janela
virada para o Sul.
Lá, as gotas de água
volatilizam
ao calor do Sol
que iluminou
narrativas de vida.

maria eduarda

5 comentários:

Anabela Magalhães disse...

Bom Natal Dudú!
Beijinhos com saudadinhas...

Andy disse...

há sempre um calor sussurrado que o sol nos deixa na alma e que para sempre iluminará os dias mais cinzentos ainda que pareça impossível...

didium, beijinhos,
e um ano magnifico!

solange disse...

Que lindo o que escreves, querida amiga!!!
Fico sp emocionada, pq te conheço bem.
Beijão, c mta amizade <3

didium disse...

Beijinhos Anabela e Andy.

didium disse...

Obrigada Sol! Beijinhos com muita amizade também para ti.